Brasil desponta no mercado da internet das coisas

Mesmo em meio à crise mundial causada pela pandemia do novo coronavírus, uma área está em franca expansão: a internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), rede de objetos físicos — “coisas” — incorporados a sensores, softwares e outras tecnologias, com o objetivo de conectar e trocar dados com dispositivos e sistemas pela internet. Segundo relatório da consultoria de análise de dados GlobalData, o mercado de IoT deve movimentar mais de 30 bilhões de dólares na América Latina até 2023.