Cielo apresenta ao Cade argumentos contra união entre Stone e Linx

A Cielo encaminhou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) suas considerações sobre os efeitos no mercado de uma possível união entre Linx e Stone. A empresa quer ser habilitada como “terceira interessada” no processo. O regulamento do Cade prevê o pedido de intervenção de terceiros cujos interesses possam ser afetados pelo ato analisado pelo Conselho.