Entenda como novos hábitos são adotados com tanta rapidez

Artigo produzido pela associada AFRAC, Shipay

Você entende como hábitos passam a ser adotados coletivamente? Consegue identificar a partir de qual momento adquire um novo hábito? De um modo geral, a maneira como nos comportamos coletivamente tem forte influência daqueles que nos cercam. E para comprovar a nossa tendência a repetir comportamentos alheios, ainda na década de 1950 o psicólogo polonês Solomon Asch dedicou boa parte de sua vida acadêmica para analisar nossas influências.

Uma de suas conclusões foi que o desejo de pertencimento em muitas situações fazem com que as pessoas se disponham a abrir mão de suas opiniões e convicções. Trazendo a análise para o mundo financeiro, isso pode explicar, por exemplo, porque as pessoas podem mudar seus hábitos de consumo rapidamente. Em um cenário que todos passam a usar carteiras digitais para realizar pagamentos, até mesmo aqueles mais tradicionais, “presos” ao uso de dinheiro em espécie e avessos a mudanças, podem rever seus hábitos ao observar quem está no entorno.

Tem dúvida que este viés tenha mesmo tanta força? Temos hoje um exemplo nocivo que exemplifica a teoria: a velocidade com que as pessoas passaram a menosprezar o uso de máscaras durante a pandemia. Mesmo com receio do contágio, à medida que as pessoas observam grupos ao seu redor deixando de tomar os cuidados preventivos, elas passam a adotar comportamentos semelhantes. Essa tendência de moldar os hábitos visando pertencer a determinado grupo é chamada de Teoria da Conformidade Social. Para ver com muita clareza como essas mudanças de comportamento acontecem, vale a pena dar uma olhada nesse vídeo com um experimento social feito na sala de espera de uma clínica. O vídeo faz parte de um episódio do programa “Truques da Mente”, da National Geographic:

Fonte: Youtube

Nele, um grupo de atores se levanta sem motivo aparente a cada vez que toca um alarme na sala. A partir daí, uma jovem passa a imitar o comportamento sem questionar o motivo. Os atores saem aos poucos, mas ela permanece repetindo o movimento que aprendeu com eles. Outras pessoas vão chegando aos poucos e passam a seguir o padrão que ela atendeu. O experimento reforça como tendemos a agir de acordo com as regras e que somos fortemente motivados a imitar o padrão de comportamento que observamos à nossa volta.

O vídeo chega a ser engraçado, mas na verdade traz um reflexo muito explícito do que acontece quando somos expostos a novas influências.

Voltando para a nossa realidade, em um contexto em que as transações financeiras se tornam cada vez mais digitais –  não só por uma tendência já existente, mas também por adaptação ao momento de pandemia -, o esperado é que as pessoas adotem esses novos hábitos com muita rapidez.

Esteja pronto para atender seus clientes e receber pagamentos das principais carteiras digitais, clique aqui para fazer a integração do seu PDV.


#meiosdepagamentos #carteirasdigitais #meiodepagamentosdigitais #BACEN #fintechs #meiosdepagamento #bancocentral #fintech #bancocentral #finanças #openinnovation #carteiradepagamentos #inovaçãofinanceira #SegurançaPagamentos

Publicado por AFRAC

Fundada em setembro de 1987, a Associação Brasileira de Automação para o Comércio (AFRAC) foi inicialmente criada para representar os interesses de fabricantes e revendedores de equipamentos para o setor. Unindo esforços e se engajando a outras Entidades para fortalecer o segmento no Brasil, nos tornamos uma entidade multissetorial, sem fins lucrativos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: